LogoGeral
Previdência Privada

Previdência Privada

Sob consulta

Tenho interesse

Por que contratar previdência privada: 5 razões
Veja por que contratar previdência privada pode fazer sentido para o seu futuro:

1) Complementar a aposentadoria
Depender do INSS não é a melhor opção para a terceira idade. 
Nesse sentido, um esforço de poupança mensal aplicado na previdência privada pode fazer uma diferença incrível daqui a 10 ou 20 anos.
Pouco a pouco, você pode construir uma camada extra de proteção e conforto para se aposentar com maior tranquilidade.

2) Benefícios tributários
Existem diferentes fatores que podem ser analisados ao considerar os benefícios tributários da previdência privada. Confira:

a) Menor alíquota de Imposto de Renda: na tabela regressiva, a alíquota do IR atinge o menor nível do mercado financeiro depois de 10 anos de aplicação: apenas 10%. Não há outro investimento no Brasil que tenha uma tributação tão baixa

b) Dedução na tabela completa do IR: quem opta pelo PGBL pode deduzir até 12% da renda tributável do IR ao investir na previdência privada. Para quem faz a declaração completa, é uma grande vantagem

c) Isenção de come-cotas: o come-cotas é um elemento famoso entre os investidores que conhecem um pouco sobre fundos de investimento. Trata-se de um recolhimento antecipado do Imposto de Renda, que é acionado duas vezes por ano, em maio e novembro. 

Mas, na previdência privada, só há IR lá no final, na hora do resgate ou do recebimento dos recursos em formato de renda mensal. Desse jeito, sem descontos antecipados, seu dinheiro se valoriza mais.

3) Diversificação de investimentos
Com um único aporte em um fundo de previdência privada, você está aplicando em diferentes títulos e até, em alguns casos, em renda variáve. Essa diversificação faz muito sentido e tende a dar um excelente resultado no longo prazo. 

4) Realizar projetos de vida
Como você já sabe, previdência privada não é apenas para a aposentadoria. Vale muito a pena para projetos grandes e para qualquer perspectiva de longo prazo.

Na prática, o objetivo final não importa. Com características dinâmicas e muitas opções no mercado, esse veículo serve para captar benefícios tributários e contar com uma gestão profissional de recursos. 

Ou seja, a previdência privada pode ser usada para o que você quiser, desde que seja uma aliada sua por muitos anos.

5) Gestão profissional
As maiores gestoras de recursos do Brasil hoje contam com fundos previdenciários para atender a esse público que está em busca de investimentos de longo prazo. Por isso, você tem à disposição uma série de grandes nomes que vão fazer o seu dinheiro render muito mais do que aquele antigo título de CDB.

Qual previdência privada contratar
Agora que você já entendeu por que contratar previdência privada, que tal descobrir como encontrar a melhor opção para o seu perfil? Confira a seguir:

a) VGBL
O VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre) é recomendado para quem faz a declaração simplificada do Imposto de Renda. O IR incide apenas sobre os rendimentos, e não sobre o total acumulado. A alíquota vai variar conforme a tabela de tributação, sobre a qual trataremos em breve.

b) PGBL
O PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) é indicado para quem faz a declaração completa do Imposto de Renda. O benefício aqui é que até 12% da renda tributável pode ser deduzida com o investimento em previdência privada. A alíquota no resgate incide sobre o total acumulado, e não apenas sobre os rendimentos.

Como contratar previdência privada
Convencido de que a previdência privada é uma boa ideia? 
Então por que não conferir algumas dicas para acertar na contratação do plano? Veja a seguir:

1. Entenda como funciona
Antes de investir e buscar a melhor opção de previdência, é preciso compreender exatamente como ela funciona. Tire um tempinho para entender a tributação, a diferença entre PGBL e VGBL, a transmissão do patrimônio e os prazos para que a aplicação se torne interessante.

2. Escolha a modalidade
Depois de aprender mais sobre esse tipo de investimento, você poderá decidir entre o modelo VGBL e PGBL. Essa escolha é bastante importante, pois tem impacto direto na tributação e rentabilidade final.

3. Escolha a tabela de tributação
Há duas tabelas de tributação, a progressiva e a regressiva. Na primeira, o Imposto de Renda varia conforme a renda e vai de 0 a 27,5%. Na segunda, a alíquota começa em 35% e, depois de 10 anos, chega a 10%, a menor tributação em aplicações financeiras no Brasil.

4. Compare as opções do mercado
Agora você já tem na cabeça uma boa ideia da previdência privada que está buscando, não é verdade? Este é o momento, então, de ir aos detalhes das opções oferecidas no seu banco ou na sua corretora — e compará-las com as concorrentes.

Fique atento à qualidade da gestão, ao tipo de ativos investidos no fundo e às taxas cobradas. Não é razoável cobrar taxa de carregamento atualmente. Portanto, evite fundos que insistam nesse tipo de cobrança, que vai minar bastante a rentabilidade final do investimento.

5. Comece a investir
Pronto, você está preparado para começar a investir. 
É hora de fazer seu primeiro aporte e preparar suas finanças para separar recursos regularmente e direcioná-los para o fundo previdenciário. 
Dessa forma, você vai trazer o futuro tão sonhado para mais perto. (Fonte CapitalNow)

Faturamento da Mensalidade: Não há
Vencimento da mensalidade: Não há
Reajuste da Mensalidade: Não há
Prazo Contratual: Será a vigência da apólice
Prazo para Cancelamento: Será o estipulado nas Condições Gerais de cada apólice
Prazo Mínimo de Contrato: Será o estipulado nas Condições Gerais de cada apólice
Prazo para Contato com o Cliente: Será definido caso a caso

    AVALIAÇÕES

    0,0

    0 classificações de clientes

    Aproveite e veja também

    Expanseg

    Seguro de vida empresarial - Consultoria

    R$ 120,00

    Preço Exclusivo para Loja Online

    Prospera Saúde

    Prospera Saúde Combo PRATA

    R$ 27,15

    Preço Exclusivo para Loja Online

    Prospera Saúde

    Prospera Saúde Combo PLATINA

    R$ 49,30

    Preço Exclusivo para Loja Online